Sociedade dos Vagabundos Transgressores!

23dez07

Estou formando esta sociedade para reunir textos enviados da melhor insanidade e bom humor que loucos companheiros podem oferecer. Fugimos do hospício e fizemos da loucura o nosso ofício – ou seria ócio produtivo? Mas não tenho a pretensão de apenas os fazer rirem até doer – quero castigar os costumes da sociedade com o bom humor!?.

Como acredito que todo bom texto deve estar permeado de boas idéias, escreverei sempre pensando em acrescentar algo a mais aos nossos leitores com um humor inteligente – nem que seja uma boa piada para contar aos amigos. Assim levarei “meus” leitores ao orgasmo do humor inteligente – e será bom para vocês e para mim também.

Escreverei sem o compromisso com a verdade: gosto de encontros casuais. Escreverei verdades melhoradas. Não sou formador de opinião: sou deformador de opinião. Quero apenas reescrever o cotidiano sem a preocupação de um grande jornal. Não me preocupo em manipular a opinião de ninguém.

E como quero escrever sobre o contraditório cotidiano da nossa sociedade, serei contraditório. Levantarei essas questões sem a preocupação de as abaixar: tenho o viagra do pensamento – vendo a pequenos preços.

Confesso que sou traidor: minha traição foi questionar a tradição. Acredito que não há nada neste mundo que não possa ser questionado – no outro mundo talvez. Mas não nego, nem quero destruir o passado: apenas não gosto de reprises. Quero estrear novos filmes.

Mas a arte da transgressão não deve ser confundida com a mera agressão. Do contrário, qualquer bandido seria um grande artista. A arte de transgredir consiste em questionar o passado e os costumes da sociedade para a formação de novos modelos. Mas no meu caso é apenas zoação mesmo.

E para repensar os modelos da sociedade se precisa de muito tempo livre. Portanto, os maiores transgressores da história foram vagabundos. Mas nem todo vagabundo é transgressor. Pelo menos não para as grandes coisas. Sou vagabundo e como não tenho nada melhor a fazer vou transgredir para fazer vocês sorrirem.

E essa é a minha transgressão, caros leitores. Minha insanidade, para a sua diversão!



No Responses Yet to “Sociedade dos Vagabundos Transgressores!”

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: