quarta-feira

23jan08

o final de semana se aproxima de novo rastejando sobre nós e, além de não ter produzido nada que me agrade, não escrevi um post decente sequer…ah tem o encantamento, mais hoje ele já não me agrada tanto como ontem!

I really miss the days (I don´t really miss anything at all, I just love this beginning).

no, seriously. uma amiga me contou que andou lendo esse blog de trás pra frente, quer dizer, andou fuçando nos arquivos profundos, que nem são tão profundos assim. eu também, por conta dela. não é que eu escrevia alguma coisa que prestasse back in the days? então, de uma certa forma, I miss these days. eu escrevia para ninguém e escrevia melhor. na época, o blog era mais como um diário, de fato, um lugar onde suas ambições literárias se escondem e fatos da sua vida são coloridos com uma canetinha cheia de pretensões.

o que ele é hoje em dia? um bric-a-brac. uma comunidade. uma mesa de bar. um suspiro apaixonado. um álbum de colagens. um vale-tudo. mais divertido e mais visualizado, certamente. mas a escrita certamente foi pro ralo. chuif.



One Response to “quarta-feira”

  1. 1 jlgoncalez

    ORAÇÃO BÍBLICA
    Postado no janeiro 26, 2008 por jlgoncalez | Edit
    Orar é mais do que ficar falando com Deus. Orar é conversar com Ele.
    MT 6:6-8:
    6- “Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.”
    7- “E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.”
    8- “Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes.” Às vezes pensamos que:-a oração é um instrumento que Deus coloca à nossa disposição para fazermos as coisas acontecerem (grandes milagres ou pequenas coisas).
    -Deus fica “dando sopa” por aí com seu poder e a oração é o recurso que temos para ativar essa fonte inesgotável de bênçãos
    -precisamos aprender a tirar o máximo de Deus e usufruir daquilo que Ele pode nos dar.Oramos, insistimos, suplicamos, jejuamos
    para fazer com que Deus saiba o que queremos
    e seja convencido a fazer o que julgamos correto.Diante disse quadro, Jesus afirma: “Eu conheço as necessidades de vocês antes mesmo que supliquem por elas”.
    – Se Ele sabe, por que eu devo suplicar?
    – Por que Ele não resolve de vez dar aquilo que eu preciso, sem que eu tenha que pedir?
    – Será que Deus é um desses pais sádicos que não soltam a grana enquanto não vêem seus filhos humilhados e convencidos de seu grande poder?O que um pai mais quer com seus filhos?
    Eu tenho duas filhas e, mesmo sem ser muito sensível pra certas coisas, consigo perceber o que está faltando, o quê elas estão precisando e, na medida do possível, tento suprir suas necessidades materiais.
    Mais do que isso, o que um pai quer mesmo, é um relacionamento pessoal intenso e de qualidade com seus filhos. Um pai quer entender e suprir as necessidades mais prementes e profundas de seus filhos.A diferença é que Deus não tem as minhas limitações. Ele sabe tudo. Ele pode tudo. Ele é competente em tudo.Ele não quer ficar o tempo todo ouvindo o que Ele já sabe.Ele quer que nós O busquemos pelo que Ele é,
    e não pelo que Ele tem.
    Ele quer que O busquemos
    pelo prazer de estar com Ele em comunhão e amizade.Infelizmente, somos habituados, e até fomos ensinados a buscar apenas as bênçãos, os benefícios, as provisões, as curas, as soluções pra tudo que nos aflige.
    Claro que devemos buscar sempre socorro em Deus.
    Claro que é dEle que devemos depender sempre.
    Mas, é só isso?
    Buscar. Receber. Pedir. Ganhar. Ser Grato. Agradecer. Nesse eterno me dá e obrigado Papai?
    Deus que mais que isso pra nós.“E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.”- o problema das repetições não está na nossa necessidade de suplicar e até insistir por nossas necessidades diante de Deus,
    mas no falso conceito de que é a nossa insistência
    que abre os ouvidos de Deus.Quando agimos assim, damos à oração
    um poder que ela não tem.
    Achamos que é a repetição
    que faz Deus atender à nossa súplica
    e não a mediação soberana de Jesus Cristo.Jesus nunca usou das repetições para conseguir qualquer vantagem, mas Ele se colocou em posição de completa submissão e obediência e temor ao Pai, na certeza de que Ele mesmo haveria de guiá-lo pelos caminhos que Ele mesmo determinou.Orar não é simplesmente chegar diante de Deus
    e ficar falando o tempo todo.
    Orar é conversar com Deus.Temos todo o direito de chegar diante do Pai pra chorar, desabafar, pedir, falar o que queremos, e Ele tem prazer em ouvir-nos.
    Mas tem que haver um momento de silêncio na oração.
    Temos que parar pra ouvir o que Deus tem pra nos falar. Temos que ter um tempo de receber orientação, conforto, consolo, carinho, correção, repreensão, direcionamento, esclarecimentos preciosos de Deus tanto para nossa vida espiritual quanto material.
    Caso contrário, a oração deixa de ser uma conversa e passa a ser um simples monólogo, às vezes até maçante e cansativo.
    Quando estamos diante de Deus, temos que chegar àquele instante doce e insuperável do silêncio humilde e contrito, em temor e reverência, para que possamos nos extasiar com a comtemplação da beleza da Sua Santidade, com a grandeza Sua Majestade Augusta, que habita na luz inacessível.Orar é entrar nessa relação única que Jesus, o Filho, nutriu com seu Pai.É saber descansar na certeza de que temos um Pai amoroso, misericordioso e galardoador daqueles que O buscam.
    É buscar a vontade do Pai, colocando-nos em submissão e obediência para que Ele seja o princípio e o fim em nossa existência..
    Basta reconhecê-LO como Pai, para termos certeza de que Ele conhece e vai suprir cada uma das nossas necessidades.
    É ter a fé inabalável de que, mesmo que a circunstâncias estejam nos massacrando, Jesus está no barco e, bastaque Ele dê uma ordem, que Ele diga uma palavra (Rhema) e a tempestade vai passar. (E ter fé a crer como se já existissem as coisas que ainda não são; é trazer à existência; é receber antes que venha. Ter fé não é ver pra crer, é crer pra ver).A oração não existe para que possamos informar a Deus o que Ele já sabe,
    mas para termos a oportunidade de concersar com Ele,
    pelo simples prazer de experimentar a Sua vontade justa e soberana,
    sabendo que todas as demais coisas nos serão acrescentadas.
    É poder usufruir e nos deleitar em Sua doce e santa presença.Salmo 37:4:
    “Deleita-te também no Senhor ,
    e Ele te concederá o que deseja o teu coração”Deleitar-se no Senhor, é se deliciar com a Sua presença. É ter alegria em buscá-LO apenas para estar com Ele, pertinho dEle, pelo que ELE É. Quando eu me chego a Ele, Ele se chaga a mim. Quando eu tenho sede dELE, Ele se deixa ser encontrado e a Sua presença soberana preenche tudo e BASTA.
    E é nessa comunhão, nesse falar e ouvir, nesse romance apaixonado entre Pai e filho, entre Noivo e noiva… que está a razão de tudo, a solução pra tudo, a esperança pra eternidade, o resumo e a concretização plena da Graça de Deus.I Tessalonicenses 5:17: “Orai sem cessar”Orar sem cessar
    é mais que ficar falando o tempo todo com Deus.
    É estar o tempo todo em comunhão com Ele.
    Falando… Ouvindo… Sentindo…É viver na presença dEle.
    É ser feliz com isso.
    Nada mais importa.
    Nada mais interessa.
    Afinal, Ele disse: “A minha graça te basta”
    Que o PAPAI querido te abençoe abundantemente !!!

    Arquivado em: Espiritualidade


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: