Não!

09fev08

Não… não merecia um belo epitáfio, tampouco uma lápide de mármore. Não merecia uma oração, uma encomenda d’alma. Não merecia homenagens póstumas, discursos aguados ou coroa de flores. Sequer um botão de rosa merecia! Foi por isso, só por isso, que eu disse para mim mesmo: não. E velei de longe quando me enterraram sem nome, sem honras e sem remorsos.

Hoje eu enterrei dois amores.

Que o do passado descanse em paz. O do presente… que o Diabo a carregue! (quem eu quero enganar?)



No Responses Yet to “Não!”

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: