esse é pra ser lido

02mar08

Sabe, me dá raiva às vezes. E uma vontade de te irritar. Não sei muito bem por quê. E eu não sei o que fazer com isso. Tenho vontade de morder sua boca e apertar o seu corpo. Todo. Tenho vontade de dizer coisas que não saem da minha boca. Tenho dúvidas que gostaria de gritar, tenho vontades que gostaria de ver realizadas. Tenho um berro que fica entalado, que nem a história do Macunaíma para aquela professora de BH. Fico engolido por Gregório e perdido nos vieirais e os críticos ficam falando na minha cabeça, mas quando percebo, estou em outro lugar. Estou vendo outras cenas. Estou vivendo outros sentimentos. Já não sei mais se atrapalha. Acho que é isso mesmo, acho que é assim mesmo. Acho que eu fiquei tanto tempo perdido de mim e de tudo que agora ponho os pés no chão e chuto a mesa enquanto comemos e as sensações ficam acesas. Se tenho sono, durmo. Se tenho idéias, trabalho. Se tenho tempo, leio. Se tenho dor…

E aí não é preciso cuidado. Não é preciso analisar psicanaliticamente. Não é preciso decifrar nem entender nem ler nem escutar. Só é preciso aceitar e acolher. É preciso receber e aconchegar. É preciso, sobretudo, amar. É isso aí: é preciso amar.



No Responses Yet to “esse é pra ser lido”

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: